Zumbido no Ouvido [ Veja as Principais Causas e Tratamentos ]

O zumbido no ouvido, também chamado de zunido, acúfeno, tinnitus ou tinido, é um distúrbio que faz com que uma pessoa esteja constantemente ouvindo um zumbido ou algum outro som irritante, parecido com aquele produzido por um mosquito.

O fato é que não há nada mais incomodo do que passar o tempo inteiro ouvindo um ruído que parece estar dentro da sua própria cabeça. Em algumas pessoas, o caso é tão sério que pode ocasionar estresse, dificuldade para realizar as tarefas do dia a dia.

Isso sem falar que o zumbido no ouvido ainda pode vir acompanhado de outros sintomas também bastante incômodos, dificultando a vida da pessoa e causando contratempos.

Esse é um problema que atinge uma grande quantidade de pessoas no mundo inteiro e é considerado o terceiro sintoma mais incomodo que existe, perdendo apenas para quadros de dor e tonturas intensas e intratáveis.

Sendo assim, se você está ou conhece alguém que esteja com esse problema, continue lendo e vamos descobrir um pouco mais sobre o zumbido no ouvido logo a seguir.

Entendendo o Zumbido no Ouvido

Zumbido no Ouvido Como Curar

Em grande parte dos casos, o zumbido no ouvido surge por uma consequência do processo de perda auditiva, que pode ser causado por uma grande variedade de problemas e hábitos.

Para compensar esse déficit da perda da audição, as partes que ainda estão intactas do ouvido acabam tendo que trabalhar dobrado e é aí que tem origem esses ruídos.

O volume e o tipo do som podem variar bastante, bem como a frequência com que o problema aparece. Dessa forma, o zumbido no ouvido pode tanto ser algo passageiro como algo que fica com a pessoa para o resto da vida.

O mais importante é sempre procurar ajuda para resolver o problema e conseguir um diagnóstico adequado, afinal, esse é um problema muito incomodo e que pode ser muito desagradável.

Como Acontece o Zumbido no Ouvido?

De uma forma geral, podemos dizer que o zumbido no ouvido é uma sensação auditiva e que ele não depende de estímulos externos. Logo, ele é mais associado com diferentes formas de perda auditiva.

As pessoas que sofrem com esse problema, passam a sentir ouvir um sim persistente e constante, que é descrito como algo extremamente incomodo.

Esse tinido passa a ocorrer quando o ouvido faz o envio de impulsos mesmo sem que tenha alguma fonte sonora para isso.

Como é algo constante, o problema pode passar a afetar a capacidade de concentração, a qualidade do sono e até mesmo o equilíbrio emocional de um paciente.

Principais Causas do Zumbido no Ouvido

Zumbido no Ouvido o que causa

Como já foi explicado, o zumbido no ouvido está relacionado com problemas auditivos. No entanto, existe também a possibilidade de que ele acabe sendo desencadeado por uma outra centena de fatores que causam um grande incomodo, especialmente nos momentos mais silenciosos.

Mais do que isso, também podemos considerar os problemas neurológicos, o acúmulo de cera no ouvido, uma dieta inadequada, depressão e outros.

Considerando os casos em que o zumbido no ouvido acontece por fatores fisiológicos, a sensação incomoda também pode ser desencadeada por algum tipo de falha na vascularização do ouvido.

Nesse caso, a passagem de sangue é insuficiente, levando as células a terem uma oferta menor de oxigênio, ficando com uma nutrição deficiente. Como consequência ocorrem prejuízos ao metabolismo dessa área.

Já no caso de uma depressão, o zumbido no ouvido pode acontecer poque a doença causa uma alteração nos neurotransmissores que são responsáveis pela audição.

Medicamentos Causam Zumbidos?

O uso excessivo de alguns medicamentos, tais como anti-inflamatórios, ácido acetilsalicílico e antibióticos também pode ser considerada com uma causa dos temidos zumbidos nos ouvidos.

Isso acontece porque o uso desses medicamentos, quando em excesso, acaba prejudicando a irrigação sanguínea da região da orelha interna, levando à vasoconstrição. Eles também podem acabar modificando a oferta de nutrientes para as celular dessa região do corpo, alterando o metabolismo dos lipídeos e dos carboidratos.

Outro ponto muito importante que deve ser levado em consideração são os casos de exposição prolongada a sons que tenham uma altura superior a 85 decibéis, que também pode acabar desencadeando esse problema.

Além desse, podemos citar também outros fatores, tais como diabetes, problemas na região cervical da coluna, alergias, inflamação no ouvido, problemas odontológicos, doenças neurológicos e até mesmo problemas musculares na região do pescoço e cabeça.

É por causa dessa grande quantidade de fatores que ainda não há um tratamento único par ao problema do zumbido no ouvido.

Tratamentos Recomendados

Como tratar o Zumbido no Ouvido

O zumbido no ouvido é um problema que ocorre quando as vias auditivas enviam impulsos apesar de não ter estímulos sonoros. Por ser um problema constante e frequente, a pessoa com essa condição pode ter problemas de sono, dificuldade de concentração e até mesmo algum abalo no seu equilíbrio emocional.

Dessa forma, o que os especialistas recomendam é que se procure ajuda especializada o quanto antes, considerando que pode ser um sintoma com origem multifatorial. Por isso é recomendado que o zumbido no ouvido seja sempre acompanhado por equipes multidisciplinares, incluindo dentista, otorrinolaringologista, fonoaudiólogo e outros.

Vale lembrar ainda que por ser um problema com uma grande variedade de causas possíveis, não há apenas um tipo de tratamento que seja eficaz.

O mais importante é sempre identificar e estabelecer a causa e a origem do problema. Sendo assim, é possível afirmar que o sucesso no tratamento do zumbido no ouvido também depende das causas do mesmo, bem como da resposta individual de cada paciente.

Terapias

De uma forma geral, as terapias mais utilizadas são aquelas com medicamentos, tais como anticonvulsivantes, vasodilatadores, ansiolíticos e antidepressivos.

O médico ainda pode fazer uso de medicamentos de amplificação sonora, de estimulação magnética transcraniana e também a TRT, que é a Tinnitus Retrainig Therapy, que visa fazer o paciente se habituar a conviver com o som sem notá-lo.

No casos de zumbido no ouvido causado por quadros de depressão, também é recomendado que haja o acompanhamento psicológico!

Mais do que isso é importante lembrar que nem sempre é possível prevenir o zumbido no ouvido, mas é sempre interessante se prevenir com algumas atitudes que ajudem a preservar a audição e impedir que haja danos ao ouvido!

Comente abaixo